2 de mar de 2017

Apenas Amigos?

Você se lembra daquele dia na porta da sua casa que a gente prometeu que seria apenas amigos? Lembra que o corpo não acompanhou as palavras e os olhos nos traíram? Quando a gente se deu conta estava olhando um pra boca do outro, com a testa franzida e a pupila dilatada. E aí você revirou olhos e sorriu. Exatamente aquele sorriso de lado, daquela foto no bar que eu guardei a sete chaves pra poder olhar toda vez que a tristeza chegar. Lembra que dois dias depois eu tava no sofá da sua casa, seu braço por cima do meu ombro e a sua respiração chegando pertinho do meu pescoço? Mesmo com todo aquele formigamento passeando pelo corpo inteiro a gente suspirou, se afastou e seguiu cumprindo a nossa promessa. Mesmo com todo desejo contido e com a lembrança do quanto o que a gente faz entre quatro paredes funciona, a gente lutou para cumprir a promessa. Tava pensando que é isso que falta no mundo, a galera levar a sério as promessas que faz. Aquele cruzar de dedos mindinhos não precisa ser em vão. Tô sentindo falta de como a gente ligava para os detalhes e do quanto as promessas significavam pra gente. Não importa se uma semana depois eu saí da sua casa com a boca inchada e descabelada, enquanto a gente pôde, a gente cumpriu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário