30 de dez de 2016

Se não der certo

É bem verdade que se não der certo todas as músicas do seu, até então, cantor preferido vão te fazer lembrar dele. A música que tocava no carro quando o primeiro beijo aconteceu vai ficar no Top 3 das paradas de sucesso de todas as rádios já sintonizadas no seu som, aceite! Talvez aquele açaí que vocês adoravam dividir perca metade do sabor e por um bom tempo você passará por aquela rua sem saída e se lembrará de todos os encontros que tiveram ali. Olha, se não der certo você terá que engolir sua mãe dizendo que avisou e que nunca foi com a cara dele. Terá que lidar com os amigos mal informados perguntando “por que ele não veio?”. Precisará ser forte o bastante para vencer as datas felizes de outrora: dia dos namorados, aniversário de namoro, aniversário do primeiro beijo… Quem em sã consciência comemora o primeiro beijo? Prepare-se. Prepare-se mesmo! Você precisará desviar das indiretas. “Vendiam felicidade. Era felicidade demais. Tava na cara que não ia dar certo!”. Sim, sim. Se não der certo você terá que exercitar seu autocontrole e a mania de stalkear tudo quanto é rede social que tenha o nome dele. Se não der certo você vai sofrer. Terá olheiras. Perderá 4 quilos e talvez seja a única coisa positiva no meio de um milhão de dores apertando seu peito e sufocando sua alma. Sua melhor amiga dirá que é exagero e que ninguém morre de amor, que ele nem era aquilo tudo e que você merece coisa melhor. Você saberá que é exagero e mesmo assim vai odiá-la por não entender seu choro sentido e todos os momentos bons que vocês viveram. Tem razão. Você tem toda razão! Se não der certo serão sessões e mais sessões de filmes românticos e trágicos, caixas e mais caixas de lenços e chocolates, garrafas e mais garrafas de catuaba barata. Se não der certo você odiará quaisquer músicas de amor com final feliz. Odiará os casais de Malhação que sempre dão certo. Odiará Marcelo Camelo e Mallu Magalhães. Sim! Você terá a trabalheira de arrumar as coisas que ele te deu em caixas de papelão e, se tiver coragem, botar fogo. Precisará reunir forças para buscar as suas coisas na casa dele e dar de cara com a mãe falando que ele é um menino bom e que talvez você devesse tentar de novo. Se não der certo, e é provável que não dê. Mas o que eu mais desejo é que você se permita tentar. O que faz a vida valer a pena é o que acontece entre o início e o fim. É tudo que eu não contei aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário