12 de nov de 2015

A hora certa

No fundo, bem lá no fundo mesmo, eu sempre soube que você iria aparecer. Sempre! E agora tudo faz total sentido. Todas as vezes que recusei outros sorrisos. Todas as vezes que algo aqui dentro de mim gritava que o melhor ainda estava por vir. Que eu só precisava saber aguardar. E foi por ter essa certeza que eu aprendi a te esperar vivendo. Às vezes, é até difícil de explicar, mas sei que consegui me manter feliz mesmo estando sozinha, porque sabia que você iria aparecer. É por isso que eu sempre me virei tão bem com a solidão. É incrível como tudo aconteceu no momento exato. O tempo perfeito. Tivemos a chance de cada um viver a sua vida, provar das aventuras deste mundo, surfar por todos esses mares e, na hora ideal, na hora que já estávamos cansados daquilo tudo, chegou o grande dia. O dia em que você me olhou e eu sorri. O dia em que me tocou e eu entendi. Aquele olhar que tirou o brilho de todos os outros. Aquele beijo que fez todo o passado parecer menor. Aquele abraço onde eu encontrei a minha paz. Sabe, você me faz ter orgulho de mim mesma. Por nunca ter desistido do amor. Por não ter aceitado nada menos do que você. Por ter tido a força suficiente para aguardar o nosso momento chegar. Confesso que, algumas vezes, desejei que você aparecesse logo. Outras tantas, torci para que demorasse mais um pouco. Que bobagem a minha. Como se pudéssemos saber o momento exato desse tipo de encontro acontecer. Não sabemos. Mas Ele sabe. Ele soube. Ele sempre sabe. A nossa hora chegou. Uns chamam de sorte, outros de destino, eu chamo de Deus. E o nosso encontro só pode ter sido coisa d’Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário