10 de set de 2015

Acho que temos muito pra viver

Você me tem. Assim, de um jeito simples e claro. Eu te olho e não nego o que sinto, mas não está ao seu alcance saber o quanto eu mudei. Talvez não tenha sido por você, talvez tenha sido uma decisão minha, dessas que a gente toma enquanto morde a tampa de uma caneta e olha para o horizonte, imaginando como a vida deveria estar daqui seis ou sete anos. Meus amigos já notaram, mas ainda não se acostumaram, é que eu nunca fui de camisolar, mas no sábado a noite, meu tempo tem sido todo pra você. Mas escuta, não me arrependo, só se sei que me perdi desde que te conheci, e parece que agora eu realmente me encontrei. Nunca ousei me entregar para ninguém, quer dizer, não pra uma só. Sempre tive muitas gavetas reservadas, só esperando um tempo livre para dar uma revirada. Mas hoje, não vejo graça em conquistar várias garotas, me sinto feliz em ter apenas você. Me parece que finalmente a maturidade chegou, depois de quase três décadas, encontrei vários motivos para cuidar do seu coração. Então chega mais perto, senta aqui do meu lado e me fala mais sobre os seus planos de futuro, quero te contar minhas ideias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário