25 de ago de 2015

Deu preguiça

Sei lá… Eu não sou dessas mulheres frescas, sabe? Essas coitadinhas, iludidas, que passam a vida esperando o príncipe encantado, o homem perfeito. Não mesmo! Não é nada disso. Também não acho justo quando as minhas amigas ficam pegando no meu pé, me criticando porque sempre o meu interesse pelos homens acontece na mesma velocidade do desencanto futuro. Eu juro que não é minha culpa. Não sei se o problema é o meu dedo podre ou se o cupido é mesmo afim de mim, mas a verdade é que eu nunca acerto. E o pior é que tudo sempre começa bem. Aquele início perfumado, antes da merda começar a feder. Admito que sou mesmo sem paciência. Não tenho tolerância com certos tipos de coisa. Muito menos com falta de noção. O carinha sempre surge como se fosse o meu número, vai fazendo tudo certinho, mas na hora de tirar a nota 10, caga no pau do palhaço. Sempre tem um ponto negativo grave para tirar toda a graça da parte legal. Comigo é sempre assim. O cidadão é cheiroso, mas a axila parece as cataratas de Foz do Iguaçu. Sabe se vestir, mas escreve “agente”. Me apresenta aquele olhar penetrante, com a boca com gosto do cinzeiro. Tem uma barba estilosa, mas a tatuagem parece que veio da figurinha do Sucrilhos. Dança direitinho, mas liga pro pai quando não está encontrando um endereço. Tem o sorriso bonito, os dentes branquinhos, aí me aparece na academia de abadá. Conhece bons restaurantes, mas não sabe puxar cabelo. Tem o abdômen que eu pedi pra Deus, travadinho, bronzeado, mas a coxa parece um palmito desnutrido. Tem um brinquedinho razoável, mas não sabe onde colocar a língua. Não tem defeito nenhum, exceto por ainda ser amigo da ex (aquela vaca). Assim fica difícil ser feliz. Dá preguiça, você me entende? Eu não sou obrigada. É por isso que ninguém me leva a sério quando digo que estou saindo com alguém. Eu mesmo já vou sabendo que logo, logo, vem a bomba. Hoje mesmo vou sair com aquele gatinho pela terceira vez. Até agora está tudo perfeito. Algo me diz que será a última.

Nenhum comentário:

Postar um comentário