30 de out de 2014

O que ela trás na mala?

Ela é patricinha, do tipo que não sai de casa sem maquiagem e que só usa perfume de marca. Logo que tu avistou aquele cabelo preto do outro lado da rua, soube que na bagagem ela trazia encrenca. Nunca cozinhou na vida, na geladeira ela só conhece comida congelada e coquinha gelada. Toma banho demorado e desenha no vapor do espelho as iniciais do nome dela, com um coração flechado ao lado. A toalha molhada ficou em cima da cama e a calcinha lavada, tá pendurada atrás da porta. Como se não bastasse ocupar mais de metade da cama, do guarda roupa só te restou uma porta. O travesseiro, meu camarada, tá lotado de fios de cabelo e mesmo quando ela não tá do seu lado, o cheiro toma conta do quarto. Até quem tá de fora já percebeu que essa guria mudou sua vida e se quer saber, foi pra melhor. Agora a porta da sala não dorme mais destrancada, as flores da entrada estão sempre regadas e pra completar, até o seu sorriso tá mais aberto. Ela chegou e fez questão de trazer na mala todos os remédios pra curar tuas feridas do passado. Então cara, o que tu viu por trás daquele cabelo preto, antes da encrenca, foi amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário