22 de jul de 2015

É real

"Não temos nada sério". Essa foi a frase que gerou um silêncio constrangedor e desconfortável. Isso foi tudo que ela disse ao me ouvir explicar o porquê de não poder a ver no próximo fim de semana. Como é possível simplesmente desconsiderar todos esses dias juntos? Como ignorar a faísca que sai quando a gente se toca ou a forma quente e doce que nossas mãos passeiam pelo corpo um do outro? Não dá pra fingir que nada acontece quando nos olhamos ou o sorriso nos lábios após cada beijo intenso, cheio de carinho e desejo. Não, não é sério. É verdadeiro, é único, é real. Eu não escondo mais, então pára de fingir que não sente. Tá feio. Seus olhos não mentem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário