8 de jul de 2015

Escolhas, erros e cicatrizes

Hoje, logo que acordei, abri a janela do quarto e pude sentir a brisa limpa da manhã entrando pelos meus pulmões e fazendo cócegas no meu rosto. Fechei os olhos e me detive a ouvir o som dos carros passando lá longe. No tempo em que permaneci de olhos fechados, você não saiu da minha mente. Te vi ali, presente no escuro das minhas pálpebras. Seu rosto lindo e seu cabelo preto balançando com o vento. Fiquei pensando nos caminhos que te trouxeram até mim, nas linhas tortas e em todos os erros que cometemos antes de finalmente estarmos juntos. Existem erros que jamais poderão ser corrigidos. Mais do que marcas, vidas foram mudadas devido a decisões e escolhas feitas de forma desordenada. Exatamente como aconteceu comigo, tu também está cheia de cicatrizes que te fazem lembrar, diariamente, os passos errados que foram dados. Eu compreendi o seu passado, suas inseguranças e escolhi curar todas as suas feridas.  Eu te disse naquela noite, e vou falar mais uma vez, já que aceitou ficar comigo e dividir a sua vida, não joga na minha cara estes erros, as cicatrizes que tenho, já fazem esse papel. Só fica comigo e me ajuda a não colecionar outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário